quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Gatinho #9

Durante a cirurgia da #8 fiquei sabendo de uma colônia de gatos, de aproximadamente 10 individuos em um bairro de São Luís.

Eles são alimentados por uma pessoa que não possui condições financeiras de esterilizá-los.
Como entraram duas doações que custearam as cirurgias da #6 e #7 , fui capaz de castrar a #8 e também me comprometer a castração de ao menos um animal dessa colonia por agora, já que o pagamento dos fios cirurgicos tirou R$200 do orçamento do projeto esse mês.

Hoje o dia começou cedo. E produtivo.

Dentro dessa colonia há um gato apelidado de Lampião pela senhora que os alimenta. É o macho alfa, pai dos filhotes da região, bruto e com cicatrizes de batalhas vencidas, o olho esquerdo ulcerado.


Agradeço muito pela qualidade da gatoeira que foi doado ao projeto, pois tenho pena das mãos que estivessem de encontro com esse gato. Contrariando as estatisticas de gatos de rua, que vivem entre 2 e 3 anos, vitimados por doenças, fome, brigas e acidentes, Lampião possui aproximadamente 5 anos idade e 4.7kgs de puro musculo regado a testosterona. 

A ferocidade daquele gato e a força que usei para segurá-lo no cambão ( pelo tronco, para não machucá-lo ) enquanto o veterinário aplicava o anestesico deixou o meu braço doendo até agora.



Finalmente caído da sedação, foi possivel ver a extensão da maquina de guerra que é o #9. Um de seus caninos faltava e os outros três eram somente cacos. As almofadas de uma das patinhas estava machucada e foram suturadas com o mesmo fio absorvivel usado nas femeas e tratadas :)


Todo e qualquer animal castrado é um número positivo e importante para a diminuição dos números do abandono e maus-tratos, mas gatos como o Lampião dão uma satisfação enorme ao serem capturados, pelo dificil manejo da captura e pelo impacto positivo imediato em uma determinada area. 

Quanto mais velhos os gatos, mais tempo demora para que os niveis hormonais diminuam após a castração e que eles percam maus habitos causados pela maturidade sexual, como agressividade, demarcação de territorio, stress e é por isso que sempre aviso as pessoas da importancia de castrar o mais cedo possivel. 

Em cidades como SP, a castração é obrigatoria e gratuita, cada morador da cidade tem direito de castrar 10 animais mensalmente. O cidadão faz o cadastro no CCZ de sua região, que o encaminha para uma clinica conveniada perto de sua residencia, com veterinários habilidosos e que utilizam a tecnica de gancho, menos invasiva e com menor tempo de recuperação. Através de pesquisas, artigos e preparação dos profissionais, se descobriu os beneficios da castração pediatrica e os animais são castrados a partir de 2 meses, eliminando assim problemas comportamentais que poderiam surgir a partir dos 6 meses de idade.

Um gato como o #9 irá passar alguns meses ainda com cheiro de um gato inteiro, mantendo o dominio do seu territorio e irá até cobrir as femeas, afastando potenciais rivais não-castrados de fertilizá-las, mesmo que por um curto periodo de tempo, as gatas irão se manter no territorio do #9 e não irão emprenhar de outro macho inteiro, retardando o nascimento de mais filhotes na região até que outro gato alfa o expulse para outro lugar. 

castração concluída :)

Ficha do #9
Um gato como o #9 é resultado de inumeras gerações de animais abandonados e sobreviventes no ambiente urbano. Por um lado é fabuloso ver toda a força e potencia de um animal desses em um estado praticamente selvagem, mas por outro, temos que pensar em todos os filhotes que ele já fez até o momento e todas as coisas que podem ter dado errado.

É praticamente impossivel que um animal que começou a vida assim, sem contato humano, se torne um bicho de estimação protegido e amado de alguém pois eles podem ser bastante intimidadores e dificeis até que alguma domesticação se faça efeito. São animas que tem pavor de pessoas e preferem se ferir a serem manuseados. 

A #8 praticamente não se mexeu durante o tempo em que permaneceu na clinica, comendo muito pouco, rosnando e bufando, tremendo o corpo inteiro quando alguém se aproximava. A melhor coisa foi devolvê-la ao seu local de origem, coisa que fiz hoje a tarde. 

Se não há comida e lares seguros para todos, é nosso dever, como seres humanos, impedir que mais e mais filhotes venham a sofrer nas ruas, sem a esperança de uma vida melhor.

Eu gostaria muito de poder fechar o mês com o animal #10, mas não posso capturar outros sem doações e com a conta vazia.

Mesmo assim fico muito feliz com esses 9 importantissmos pioneiros, que me deram esperança de um amanhã melhor :)

Muito obrigada a todos que ajudaram, com palavras ou ações, para que o projeto Felinos Urbanos de São Luís pudesse ter agora o seu 9º animal ajudado :)

3 comentários:

  1. Muitíssimo bom trabalho.

    Quando eu puder, com certeza ajudarei nesse lindo projeto.

    Continuem derramando todo esse amor nos animais de São Luís =)

    ResponderExcluir
  2. Nossa, o gatinho #09 estava bem machucadinho!!! Agora ele terá maior qualidade de vida!!!!
    Parabéns mais uma vez!!! Estou divulgando o Felinos Urbanos no meu blog, junto com os Gatos Encantados!!! Bjos!!!

    ResponderExcluir
  3. Menina, estou admirada com seu trabalho! Junto com uma amiga, estamos fazendo algo parecido aqui em Brasília, mas nada tão completo como o que você está fazendo aí! Boa sorte e parabéns! Seus relatos me inspiraram a não desistir e a melhorar o que estamos fazendo!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.