sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Gatinhos #35, #36 e #37

Uma das coisas que caracterizam o C.E.D são as surpresas, as coisas inesperadas que acontecem em cada captura. As vezes planejo pegar somente machos, outras, somente femeas, planejo os numeros com cuidado para não ultrapassar os recursos monetários disponiveis.

Mas na noite da captura, todos os gatos somem, vários gatos aparecem no mesmo lugar, machos aparecem no lugar das femeas, filhotes aparecem no lugar dos adultos e por aí vai... :P

Na noite de 14/12/2011, a missão original era apenas pegar a #35, uma gatinha feral que vive em um predio administrativo, com 4 filhotinhos de 2 meses. As surpresas começaram pelos fogos de artifico da cerimonia de formatura de uma faculdade próxima, o que atrasou uma captura que deveria ter sido bem rapida.

Depois de algum tempo a #35 apareceu. Desconfiada, mas faminta, logo entrou na caixa.

O que eu não previa era que ela roubaria o posto do #21 de manejo mais dificil o_O

Para começar, ela evacuou dentro da caixa de transporte e se melou inteira. Além da anestesia iriamos precisar banhá-la. E foi justamente para a contenção da anestesia que ela colocou, literalmente, as garras de fora.

Pulou enlouquecida pela gatoeira, atacou o cambão, tentou nos atacar, conseguiu jogar uma placa de conteção em direção ao meu rosto - sorte que consegui desviar - fugiu, voltou para a gaiola, foi novamente laçada até que conseguimos anestesiá-la. Isso tudo com MUITO cuidado para que ela não se machucasse.

Anestesiada, fomos dar o banho, o primeiro de sua vida :)

D.Encrenca hehehe
tão limpinha :)

cirurgia finalizada :)
dois pontinhos :)
Depois da captura da #35, estavamos já retornando quando avistamos os filhotinhos da #10 dando sopa. E mesmo sem recursos para uma femea, resolvi me arriscar com um dos machinhos.

E, como todas as vezes em que preciso de um macho, quem entrou foi uma femeazinha :P

detalhe para o rabo - será que estava braba?
lindinha, padrão VAN de pelagem, apenas rabo e orelhas marcadas :)
castradinha :)
dois pontinhos :)

marquinha na orelha :)
E, quando acabamos de colocar a #36 na caixa, o macho reprodutor 
preto-e-branco veio!

Ele foi um dos primeiros gatos que eu queria para o projeto, mas ele sempre aparecia do nada e nunca estava interessado na isca.

Mesmo com dificuldades financeiras para uma segunda femea, não poderia me dar ao luxo de deixar esse macho passar.

E o bonitão ainda é exigente, só entrou quando colocamos patê em lata :D

E assim, finalmente, ele se tornou o #37 :)


dá pra ver de longe as cicatrizes
cicatrizes e ferimentos na pata dianteira
ferimento antigo e que sempre abre, já o vi várias vezes com o pescoço encharcado de sangue :(
ferimento e cicatrizes nas orelhas

castração concluída :)
orelhinha identificada :)

Uma noite bem-sucedida, todos os gatos liberados e saúdaveis :)

Gostaria de agradecer a quem mandou doações assim que relatei a dificuldade financeira de fazer 2 fêmeas no mesmo dia.

Sei que dezembro é mês de compras de Natal, de reformas, viagens e é muito gratificante ter a confiança e apoio de todos vocês no final do ano, saber que estes gatinhos de rua ainda têm alguem que, assim como eu, desejam a eles uma vida melhor :)

Muito obrigada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.