terça-feira, 6 de dezembro de 2011

A Gatoeira

Texto atualizado em: 22/7/18

A gatoeira é uma armadilha para capturar os felinos ferais e/ou ariscos, sem machucá-los. 

Desenvolvidas inicialmente para a captura de animais silvestres, como gambás, texugos, etc, logo viu-se que também funcionaria para gatos andarilhos por propriedades públicas e privadas.

Infelizmente, no inicio, esses gatos capturados eram soltos, sem nenhuma intervenção, em outras áreas, apenas para morrerem atacados pelos gatos residentes ou durante a volta para seus territórios de origem, isso quando não eram abatidos dentro das próprias armadilhas.

Em 1950, quando o C.E.D surgiu, com os pilares de bem estar animal e controle populacional de forma humana, essas armadilhas se transformaram em uma valiosa ajuda para a captura, esterilização e devolução. 

Os modelos utilizados para o C.E.D são basicamente os mesmos em diversos países, apenas com algumas diferenças em tamanho ou com mais partes para tornar a soltura, contenção e transferência mais rápidas e seguras. 

um dos modelos de gatoeiras que usamos

Este tipo de gatoeira de pedal funciona da seguinte forma: na extremidade depois do pedal, colocamos a isca ( preferimos iscas com cheiro forte, como sardinha ou patê ) e esperamos que o felino entre.

Ela é da empresa Stopinset e tem um bom custo x beneficio para quem está começando ou faz captura de poucos animais.

Na parte de cima, há um fio preso a um pino que é encaixado na porta. Quando o gato pisa no pedal, o pino se solta, a porta cai e o gatinho fica preso. 

Uma coisa que foi feito com as gatoeiras do projeto foi um trançado com barbante pelo lado da isca para impedir que os gatos puxassem a isca para fora, com as patinhas.

#11 e o trançado das gatoeiras :)

Como a Captura, Esterilização e Devolução já se tornou uma realidade para combater os números do abandono, algumas empresas que lidam com armadilhas já se tornaram parceiras, desenvolvendo gatoeiras juntamente com protetores, para aumentar sua eficacia. 

 O projeto Neighborhood Cat, em parceria com a empresa Tomahawk Live Traps, desenvolveu uma gatoeira, chamada DROP TRAP para capturar aqueles gatos dificeis que se recusam a entrar nas armadilhas de modelos convencionais.

drop trap dobrada

As Drop Traps funcionam como aquelas arapucas de pegar passarinho, o gatinho entra por baixo, a cordinha é puxada e ele fica preso. Além disso, é possível capturar mais de um gato com essa armadilha, uma mãe com filhotes, ou gatos amigos de uma mesma colônia, por exemplo. 


No inicio do projeto, sem recursos para comprar e importar este tipo de armadilha, encomendamos uma drop trap artesanal, feita nos moldes do modelo americano. 

fevereiro/2012 

Esta gatoeira fez um ótimo trabalho, nos ajudando na captura de muitos gatos difíceis.



Com a continuidade e seriedade de nosso trabalho, recebemos duas drop traps de doação, diretamente dos EUA, que nos ajudou muito na captura dos animais.

neste dia capturamos seis gatos adolescentes

A drop trap possui um "pé" para que seja colocado algo pesado. Sem esse peso, alguns gatos conseguem levantar a gatoeira ou empurrá-las, no desespero para fugir. É sempre necessário colocar este peso, seja antes da captura ou após, rapidamente, para impedir acidentes. 


  erros de captura com a drop trap aos 4:20 do vídeo 


Depois da captura, a transferência precisa ser feita com calma, mas agilidade. Quando eles percebem que estão presos e com um ser humano se aproximando, eles começam a se debater ou avançar e podem se machucar. 

No Brasil, as caixas de porta de guilhotina são relativamente novas e nunca encontramos uma delas em São Luís, nos forçando a aprender a fazer a transferência com as portas comuns, com bastante cuidado e atenção. 

caixa de transporte com porta de guilhotina, ideal para C.E.D

Um gato que foge de uma gatoeira raramente irá se aproximar novamente. 

Outra coisa importante para ser lembrada é colocar a portinha da isca rente a uma parede ou amarrá-la com algo, pois um gato feral pode tentar fugir por aquele minimo espaço, se machucando seriamente.

É necessário esperar um momento em que ele fique na outra extremidade para abrir a portinha e acoplar a caixa de transporte com segurança. Uma vez dentro da caixa escura eles automaticamente se acalmam.



As gatoeiras nunca devem ficar sem supervisão. Pessoas podem soltar o gato, danificar as armadilhas ou até mesmo roubá-las. 

O ideal é que os gatos sejam capturados à noite, fiquem dentro da caixa de transporte e sejam encaminhados para a clínica veterinária pela manhã. 

Gatos adultos não devem ficar mais de 8 horas de jejum e filhotes não devem ultrapassar 4 horas, sob risco de metabolização anestésica ruim, hipotermia e hipoglicemia, aumentando o risco cirúrgico e a recuperação anestésica destes animais que já passaram por bastante stress.

3 comentários:

  1. Onde conseguir uma gatoeira destas? é muito cara? Preciso muito, faço C.E.D. sozinha, e sei que facilitaria muito p/ mim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vc pode mandar fazer uma drop trap, muito mais facil e rapida as capturas :) aqui no blog tem a foto da nossa :)

      Excluir
  2. Eu vi dois tipos de gatoeira - uma o gato pisa em cima e a porta fecha (como a do site de vocês), a outra tem um tipo de gancho. Vocês conhecem? É eficaz?
    Por favor, enviem uma resposta para alm_marcia@yahoo.com.br
    Márcia - Porto Alegre

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.