domingo, 30 de dezembro de 2012

O gato comunitário


O gato comunitário é aquele animal que é alimentado e pode até receber abrigo em alguma moradia em determinado bairro, mas não possui donos oficiais. 

A maioria desses gatinhos é manso, mas alguns podem se mostrar ariscos à outras pessoas que não forem seus cuidadores habituais. 

#22, gatinha residente de uma popular lanchonete aqui na cidade :)

E por que o projeto Felinos Urbanos se preocupa com esses gatos?

Geralmente gatos comunitários recebem alimentação, mas nenhum outro cuidado veterinário e também não são castrados, por falta de conscientização ou até mesmo condições monetárias das pessoas que cuidam deles. 

Com acesso regular a comida e um abrigo, acabam reproduzindo mais do que um gato feral que precisa se deslocar para procurar alimento e até mesmo caçar e os filhotes de ferais, que nascem em terrenos baldios, matagais e outros locais mais abertos e sem abrigo, possuem um número maior em mortalidade.

Nesses “passeios” e aproximação com outras pessoas fora de casa, o gato semi-domiciliado também se torna vitima de crueldade humana e pode adquirir doenças pelo contato com gatos de rua e ferimentos sérios, em brigas para reprodução. 

nº5, gatinha comunitária de uma rua em bairro carente, foi espancada grávida por crianças, seus filhotes morreram na barriga, estava começando um quadro de sepse. foi operada de emergêcia pelo projeto. depois de castrada,  adotada :)
o "Miau" melhorou muito seu comportamento depois de castrado, está sendo tratado para uma grave sarna pelo projeto, assim que estiver curado, será adotado :)

Se você ou alguém de sua vizinhança ajuda um gatinho semi-domiciliado e você quer fazer mais por ele, entre em contato conosco e apadrinhe o valor da castração :)  

Quem sabe, depois de castrado, ele não possa até mesmo ser adotado oficialmente e ter uma vida melhor fora das ruas? 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.