sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

6 mitos sobre gatos comunitários

Traduzido de - http://www.huffingtonpost.com/matt-bershadker/six-myths-about-your-comm_b_4136974.html

Texto da médica veterinária Margaret Slater, Diretora Sênior do Departamento de Epidemiologia Veterinária da ASPCA. 

1- GATOS FERAIS ESTARIAM MELHOR EM UM ABRIGO 

É importante entender que gatos ferais são como esquilos, guaxinins ou coelhos. A colonia é o lar deles, onde aprenderam a viver, se adaptar e triunfar - geralmente com a ajuda de um cuidador humano. 

A vida em abrigo não é natural e apresenta um futuro muito mais sombrio. Gatos ferais não podem ser adotados e a grande maioria deles que entra em abrigos são eutanasiados, apesar de 99% deles não ter nenhum problema de saúde, fraturas ou doenças. 

gatos ferais forçados à proximidade humana podem se recusar a comer e beber e podem morrer de stress e depressão

Gatos ferais adultos são eutanasiados em maior número, mais do que qualquer outro cão ou gato, incluindo cães adultos, de raças grandes, gatos assustados, cães agressivos, medrosos, com vermes no coração ou gatos agressivos. 

Apesar do que sempre escutamos, ninguem envolvido em bem estar animal DESEJA eutanasiar animais. E muitos dos abrigos existentes estão trabalhar duro para diminuir o número de eutanasias de gatos ferais. 

2- CAPTURA, ESTERILIZAÇÃO e DEVOLUÇÃO É CRUEL

A melhor coisa que você pode fazer por um gato feral é castrá-lo e devolvê-lo à sua colonia original. C.E.D tem se mostrando o meio mais eficiente, humano e com menores custos para estabilizar a população de gatos ferais. 

Com o tempo, de acordo com o Allet Cat Allies, a prática de C.E.D pode significativamente reduzir à zero o número de colonias de gatos ferais. E se você puder separar os filhotes e colocá-los para adoção, você imediatamente reduz essa população. 

gatos castrados em uma colônia monitoradas vivem dias tranquilos e dignos 

Com os números sob controle, gatos de C.E.D possuem mais espaço, abrigo e comida. Eles também possuem menos doenças, já que também são vacinados. E como as femeas são castradas, não irão atrair novos machos para o local. 

Gatos castrados também demarcam menos com urina, fazem menos barulho e tem um risco bem menor de contrairem cancer. C.E.D pode ser várias coisas, mas nunca será uma prática cruel. 

3- GATOS FERAIS ESTÃO DOENTES 

Falso. Gatos ferais castrados são tão saudaveis quanto o seu gato domestico, com baixos indices de doenças e uma estimativa de vida praticamente igual. 

4- O PROBLEMA DA SUPERPOPULAÇÃO DE ANIMAIS PODE SER FACILMENTE RESOLVIDA COM A REMOÇÃO DA COLONIA DE FERAIS

Comunidades as vezes capturam colonias de ferais para eutanasia ou remoção, mas isso está longe de ser uma solução humana ou eficaz. É impossivel capturar todos os gatos e somente um macho e uma femea são o suficiente para a criação de uma nova colonia.

Mesmo se todos os ferais residentes sejam capturados e removidos, novos gatos irão se mudar para o local. O remanejamento destes animais só deve ser uma opção quando há riscos envolvidos e somente seguindo práticas seguras e responsáveis. 

eles são fruto de nossa irresponsabilidade e abandono e é nossa obrigação dar a eles uma vida digna 

O C.E.D é a forma mais simples, efetiva e humana. Se a devolução dos animais incomoda você, lembre-se que estamos falando de animais comunitarios. Você exterminaria ou iria banir a população nativa de esquilos ou coelhos?

5- COM TEMPO E PACIENCIA, QUALQUER UM PODE SOCIALIZAR UM GATO FERAL 

Mesmo se o gato feral parecer com um gato domestico, eles são muito diferentes. Gatos ferais sobrevivem evitando a interação com pessoas. Força-los a conviver com seres humanos pode piorar ainda mais a situação e você pode acabar se machucando se eles se tornarem defensivos. 

tentar domesticar gatos ferais é um desrespeito às suas naturezas selvagens e inflige stress e sofrimento desnecessário

Por isso, as tentativas de socialização destes animais devem ser feitas por especialistas que estejam preparados para os eventuais problemas. Mas, para executar C.E.D, você precisa de um pequeno treinamento e alguma prática. 

Ao mesmo tempo, o seu abrigo local deve ter vários gatinhos amigaveis e brincalhões para que você os adote, então por favor, não tente colocar a reabilitação de um feral acima do ato de salvar uma vida. 

6- OS ABRIGOS AJUDAM GATOS PERDIDOS A SEREM ENCONTRADOS

Ao contrário dos cães, gatos perdidos raramente são procurados por seus donos. 

Alguns estudos apontam que somente uma porcentagem entre 2% a 5% dos gatos perdidos e encaminhados para abrigos, nos EUA, são procurados pelos seus donos. E já que a maioria dos gatos perdidos acaba em sua propria vizinhança, remover o animal e levá-lo a um abrigo diminui significativamente as chances dele voltar para seus donos. 

mantenha sempre uma coleira e placa de identificação no seu gatinho 

Se você tem gatos, uma das melhores coisas a fazer por eles é manter uma coleira com placa de identificação e microchipá-lo, para que você consiga encontrá-lo em caso de fugas e acidentes.